Quando a Prótese de Silicone desce?

  • Blog da mama
  • , Destaque
  • , Para mamães
mamoplastia-de-aumento-dr-rubem-lang-1080x675

Nos primeiros meses após a cirurgia de mamoplastia os seios costumam levar um tempo para ficarem no formato e tamanho desejados pelo paciente, isso acontece por causa de um processo natural do corpo, pois ele precisa de um tempo para se adaptar à prótese. Nesse artigo você vai saber como acontece o processo de acomodação da prótese, quais os fatores que influenciam e porque o pós-operatório é importante nesse processo.

 

Como funciona o processo de acomodação da prótese?

Quando a prótese de silicone é colocada na cirurgia de mamoplastia, a primeira sensação no pós-operatório é de que as mamas ficam com o aspecto pouco natural, geralmente mais altas.

Isso acontece pois o corpo precisa de um tempo para se adaptar e nos primeiros meses após o procedimento cirúrgico os seios tendem a mudarem de forma e tamanho até ficarem na posição esperada, trazendo o resultado final.

Nos primeiros três dias da cirurgia para implantação da prótese de silicone, a parte superior da mama costuma ficar inchada, resultando em um colo bastante marcado e os bicos das aréolas ficam apontados para baixo.

Depois de três meses a prótese começa a se acomodar e o resultado final costuma aparecer cerca de doze meses após o procedimento.

 

Fatores que influenciam no processo de acomodação da prótese

O fato de a prótese demorar um pouco para se acomodar é um processo natural do organismo, mas outros fatores também podem influenciar esse processo.

A escolha da técnica utilizada para a colocação do implante é um desses fatores. No caso de mamoplastia de aumento, duas técnicas mais utilizadas é a submuscular e a subglandular.

Na técnica submuscular o processo de acomodação se torna um pouco mais lento pelo fato de a prótese ser colocada por baixo do músculo, ficando fixada pela glândula mamária e pelo músculo.

Isso acontece pois, quanto mais pressão é colocada sobre o silicone, mais tempo leva para que ele se acomode.

Já na técnica subglandular a prótese é inserida embaixo das glândulas mamárias e acima do músculo, por isso costuma ter um resultado mais rápido.

Outro fator que pode influenciar no processo de acomodação da prótese é o tipo de revestimento utilizado no implante.

Quando a prótese é lisa ela tem a superfície livre de rugosidades e, por causa disso, o processo de acomodação pode ser mais lento e pode haver mais chance de contratura capsular.

As próteses texturizadas possuem a superfície rugosa, isso faz com que a sua aderência aos tecidos ao redor seja melhor, facilitando a cicatrização e a acomodação da prótese.

Outro revestimento existente é o de poliuretano. Essa prótese oferece uma aderência superior e é mais indicada em pacientes fisiculturistas, pois é ideal que seja colocado abaixo da glândula. 

A acomodação da prótese também está muito ligada às condições da pele do paciente. Quanto menos compressão oferecer à prótese, mais rápida é a sua acomodação. 

Por conta disso, quando a pele é mais flácida, menor compressão ela exerce na prótese e mais rápido é a acomodação e o resultado.

 

A importância do pós-operatório para a acomodação da prótese

 

Os cuidados pós-operatórios são fatores fundamentais para a acomodação da prótese, por isso eles devem ser seguidos à risca.

O principal cuidado é o repouso. Seguir os conselhos médicos quanto aos tipos de movimentos que podem ser feitos após a cirurgia e quais atividades realizar, vai ser fundamental nas primeiras semanas após a cirurgia.

É importante estar ciente que você vai precisar de ajuda, por isso programar a cirurgia é o ideal.

Além disso, outro fator fundamental para conseguir o resultado esperado é o uso do sutiã cirúrgico. Ele é recomendado por pelo menos 30 dias e é usado para exercer uma compressão sobre as mamas operadas, evitando que os seios fiquem demasiadamente inchados e previne outras complicações.

Para obter o resultado esperado de uma cirurgia de colocação de prótese, conte sempre com uma equipe preparada e siga todas as recomendações médicas, assim a prótese desce mais rapidamente, ficando com o volume e a forma que você deseja.

0

Se gostou dessa postagem, clique no coração!

Colunista

Dra. June Favarin
Cirurgia Plástica
Membro Titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. Mestre em Cirurgia Plástica pela EPM-Unifesp. Pós-graduação no Hospital Albert Einstein

Siga-me

Compartilhe:

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email

Notícias relacionadas

6

min de leitura

5

min de leitura

Agende seu horário

Siga-nos no instagram

Utilize a hashtag #euebelvivere para sua foto aparecer aqui

[insta-gallery id="2"]
Cirurgiões Plásticos em Criciúma

Nos acompanhe no Telegram

Clique aqui para ter acesso ao nosso diário de cirurgia plástica com conteúdos exclusivos

Belvivere no Spotify

Clique aqui e tenha acesso a dicas valiosas sobre cirurgia plástica

Belvivere Cirurgia Plástica em Criciúma. Todos os Direitos Reservados

Desenvolvido por Drift Web

whatsapp-icon