Cirurgia Plástica

Mamoplastia redutora

Elaboramos para você, que procura mais informações sobre a cirurgia de redução de mamas, um guia completo com todos os aspectos que você precisa saber antes de tomar sua decisão.

Em que este e-book pode lhe ajudar

Seios excessivamente grandes podem causar problemas emocionais e de saúde. O peso do tecido mamário em excesso pode prejudicar sua capacidade de levar uma vida ativa. Uma redução do tamanho da mama ajudará a aliviar a dor e as limitações físicas, além melhorar sua autoestima e autoconfiança. Mas apesar de toda informação ainda existe, por parte das pacientes, muitas dúvidas à respeito do procedimento. Queremos com este guia orientá-la para nas principais questões as quais somos abordados no consultório.

Vale lembrar que este guia, não substitui a consulta. A avaliação sobre a cirurgia só pode ser dada pelo cirurgião plástico.

Sua primeira consulta

Perguntas que você deve fazer

Esteja preparada para o que você precisa perguntar na sua primeira consulta com seu cirurgião.



Quem pode fazer?

Mulheres que sofrem de problemas de saúde e emocionais causados pelo tamanho excessivo das mamas, se beneficiarão da cirurgia. Você também deve estar com um bom estado de saúde, sem fumar e deve ser realista sobre suas expectativas. Os principais objetivos desta cirurgia são melhorar a aparência, a auto-confiança e a qualidade de vida das mulheres.

Saiba se você é uma boa candidata à esta cirurgia.

Entenda a Mamoplastia Redutora

Veja o vídeo com explicações do Dr. Eduardo Favarin da clínica Belvivere Criciúma sobbre a Mamoplastia Redutora

Assista o vídeo

O procedimento

A melhor técnica para a redução de mama ou mamoplastia redutora dependerá da condição de cada paciente, da composição do seio, do grau de queda (flacidez) e da quantidade que deseja-se retirar. Suas preferências também são consideradas.


O método mais comum envolve três incisões. Uma incisão é feita ao redor da aréola. A outra na porção média inferior e a terceira incisão segue a curva natural da dobra dos seios.


Depois da remoção do excesso de tecido mamário, gordura e pele, o mamilo e a aréola são recolocados em posição mais elevada. As aréolas também podem ser diminuídas de tamanho, para acompanhar a nova forma das mamas.


Conhecer as vias por onde a prótese será inserida é fundamental para você saber onde ficarão as cicatrizes após a cirurgia.


Geralmente, os mamilos e as aréolas permanecem fixos ao tecido mamário,  possibilitando, assim, a preservação da sensibilidade. A capacidade de amamentação também é preservada na maioria dos casos.


Às vezes, o excesso de gordura é removido através de uma lipoaspiração combinada com técnicas de incisão. Esta é a melhor opção quando o tamanho dos seios é decorrente de tecidos gordurosos e não de excesso de pele. Lipoaspiração também pode ser utilizada para melhorar o contorno debaixo do braço e nas axilas.

Leia ainda mais sobre

Segurança

Benefícios, objetivos, riscos e as potenciais complicações aceitáveis.

Recuperação

Seguir as instruções do médico é a chave para o sucesso da cirurgia.

Custos

Os custos de um cirurgião pode variar baseado em muitas variáveis.

Amamentação e Cancêr de Mama

Saiba porque a redução mamária não altera a glândula responsável pela produção do leite e não afeta a amamentação.


E como a cirurgia não impede a realização de exames como a mamografia, amplamente utilizada no rastreamento do câncer de mama.

O que nossas pacientes dizem

Localização e contato

Telefones

(48) 3437 6117
(48) 8401 2958

Endereço

Millenium Saúde Center
Salas 10 e 11 . Centro . Criciúma

E-mail

consultas@belvivere.com.br
belvivere@belvivere.com.br