Conheça o deep plane facelift

Você já ouviu falar no deep plane facelift? Essa é uma novidade no universo estético e é uma cirurgia facial de rejuvenescimento a partir da manipulação das estruturas mais profundas da pele do rosto.

 

Esse procedimento é mais um aliado contra o envelhecimento, que começa a se intensificar a partir dos 40 anos, e pode deixar o rosto com flacidez e aparência caída. 

 

O deep plane facelift vem para resolver esse problema. A seguir, conheça todas as características deste procedimento e os seus benefícios.

Como funciona o procedimento de deep plane facelift?

O envelhecimento da pele é causado pela flacidez da camada de músculos e que provoca os conhecidos “bigode chinês”, olheiras e “linha do fofão” sobre a mandíbula.

 

Normalmente, para combater esse envelhecimento, as pessoas recorrem a técnicas tradicionais que surtem algum efeito, mas não recuperam a musculatura do rosto em si, já que são mais superficiais.

 

Na prática, existem 3 técnicas para o rejuvenescimento facial. Confira a seguir!

Técnica cutânea

A mais antiga e comum nas décadas de 70 e 80, a técnica cutânea de rejuvenescimento facial era realizada a partir do descolamento e reposicionamento da pele do rosto.

 

Porém, como esse procedimento atingia apenas a camada cutânea, acabou deixando alguns estigmas como a orelha pinçada, canto da boca puxado e olho esticado, que evidenciaram a realização do procedimento.

Técnica mais profunda

Na década de 90, a técnica cirúrgica evoluiu para abordar um plano mais profundo da pele do rosto, abaixo da face, com procedimentos em que se descolava a pele, com pontos para encurtá-los e promover resultados mais naturais.

 

Mas, em pacientes com maior quantidade de gordura no rosto, o resultado do procedimento não ficava 100% e ainda era preciso evolução. No entanto, para pessoas com rosto magro, essa é uma das principais técnicas utilizadas atualmente.

Deep plane facelift

E essa evolução chegou! Desde 2013, as técnicas de cirurgia para rejuvenescimento facial evoluíram para um plano ainda mais profundo das camadas da pele, o chamado deep plane, que garante bons resultados e é super indicado para pacientes com maior quantidade de gordura no rosto.

Qual a diferença entre deep plane facelift e outras técnicas de lifting facial?

Em técnicas estéticas tradicionais, como o lifting facial, a abordagem é mais superficial e traciona apenas a pele, sem atingir a gordura, a musculatura flácida e o seu posicionamento de maneira abrangente.

 

Já o deep plane facelift é uma cirurgia para, justamente, atingir os planos mais profundos da pele, como a gordura e a musculatura, a partir de uma dissecção da face para reposicionar esses músculos e promover o verdadeiro rejuvenescimento facial.

 

Resumidamente, o lifting facial trata a porção superficial do músculo da pele, enquanto o deep plane facelift tem uma abordagem mais profunda e completa para a reparação da musculatura facial.

Esse procedimento é seguro?

Essa é uma dúvida bastante comum e a resposta é sim! O deep plane facelift já é uma abordagem testada, revisada, atualizada e utilizada por diversos cirurgiões ao redor do mundo para atingir grandes resultados com segurança.

Essa cirurgia pode ser aplicada apenas no rosto?

Atualmente, o procedimento cirúrgico deep plane facelift pode ser realizado no rosto e também no pescoço, o que promove ainda mais naturalidade e rejuvenescimento completo dessas regiões.

 

Desta maneira, os pacientes podem obter aparência mais jovem do rosto e do pescoço, sem o aspecto de pele esticada, comum em outros procedimentos estéticos.

Quais são os benefícios do deep plane facelift?

Os pacientes que optam pelo deep plane facelift obtêm diversas vantagens quando comparado a métodos estéticos mais comuns e superficiais. Dentre os principais benefícios destacam-se:

 

  • Resultados naturais e duradouros
  • Cirurgia simples e de pouco impacto
  • Processo de recuperação rápido
  • Menos inchaços e hematomas
  • Sem cicatrizes evidentes
  • Maior eficiência em comparação a procedimentos mais tradicionais
  • Grande eficiência em regiões como a do “bigode chinês” e olheiras

Existe algum risco de realizar esse procedimento?

Assim como qualquer procedimento cirúrgico, o deep plane facelift pode apresentar intercorrências.

 

Por isso, é fundamental realizar uma consulta presencial, com um profissional experiente e de sua confiança, para avaliar o melhor procedimento e entender a anatomia do seu rosto antes de realizar a cirurgia.

 

Além disso, um profissional qualificado ainda irá esclarecer todas as suas possíveis dúvidas e indicar até alternativas de tratamento.

Quais são as indicações para o pós-operatório?

O pós-operatório da cirurgia requer cuidados para os tecidos se adaptarem de maneira confortável.

 

Então, é recomendado repouso absoluto por uma semana com a cabeça erguida, manter uma alimentação saudável e com grande ingestão de água, realizar compressas geladas sobre o rosto, evitar exposição ao sol e seguir as orientações do seu médico.

 

Seguindo todos os cuidados, o resultado já pode ser visto em apenas duas semanas, com melhora gradual até a recuperação completa no sexto mês.

Quero marcar uma consulta para realizar o deep plane facelift!

Como visto, antes de realizar o procedimento de deep plane facelift, é preciso agendar uma consulta com um especialista para avaliação do seu caso.

 

Para isso, a Belvivere está pronta para te atender! Temos os melhores profissionais da área, com experiência e técnicas avançadas de estética facial.


Clique aqui e agende agora mesmo a sua consulta!